1. Cosmopolita, multicultural, tolerante

Berlim está na Alemanha, mas aqui você encontrará o mundo: pessoas de 190 diferentes nacionalidades vivem atualmente na capital alemã. Isso faz de Berlim a cidade mais internacional do país. A população berlinense, em geral, é tolerante e aberta para outras culturas. Essa heterogeneidade cultural pode ser vista claramente no Carnaval das Culturas, realizado todos os anos nos bairros de Neukölln e Kreuzberg e que levam cultura de o mundo às ruas de Berlim.

10 motivos para viver em Berlim - carnaval
O Carnaval das Culturas

2. Uma metrópole segura

Berlim - Portão de Brandemburgo
Portão de Brandemburgo

Berlim é a maior cidade da Alemanha e uma das metrópoles mais seguras da Europa e do mundo, onde se pode sair sem medo a qualquer hora do dia ou da noite (mesmo que haja, como em todas as cidades grandes, lugares que deveriam ser evitados a certas horas). É claro que há criminalidade, mas os níveis são muito baixos.

3. Custo de vida

Berlim tem atraído muita gente de outras regiões do país, da Europa e do mundo e a população cresce constantemente. Isso tem feito Berlim encarecer, principalmente os custos de moradia têm subido bastante, já que o aumento da população, agravada por uma acentuada especulação imobiliária e pela falta de investimentos públicos no setor de habitação, tem aumentado muito a procura de casas e apartamentos na cidade. Mas, apesar desse desenvolvimento, Berlim ainda é uma das metrópoles mais baratas da Europa e uma “pechincha” se comparada com outras cidades grandes alemãs como Munique, Hamburgo ou Düsseldorf.

4. História e cultura em tudo quanto é canto

10 motivos para viver em Berlim - historia

Berlim é cheia de história para contar e ela é contada: nas ruas, nos inúmeros monumentos, prédios antigos magníficos, memoriais, museus e ao passar de leste para oeste e imaginar como era na época do muro. A vida cultural é rica, com duas casas de ópera, teatros, cinemas e muita cultura nas ruas. A arquitetura histórica mistura-se com o lado moderno da cidade, causando um contraste impressionante.

Passear por Berlim é reviver muitos filmes que aqui foram rodados e tropeçar em cabos de alguma filmagem atual. E quando você pensa que já viu tudo que a cidade tinha para oferecer, você vira numa esquina e dá de cara com alguma surpresa que lhe faz perceber que esta cidade é mesmo uma história sem fim.

5. Opções de lazer

Junto à rica oferta cultural, Berlim oferece muitas opções de lazer. Quando o tempo está bom, os berlinenses costumam sair, passar o tempo livre fora, em parques, em lagos ou sentados em um café, tomando um latte macchiato e curtindo a vida. Associações esportivas (Sportvereine) oferecem várias modalidades para quem quer praticar esportes e há várias quadras esportivas públicas. Para as crianças, há parquinhos (Spielplätze) espalhados por toda a cidade.

No verão, muitos berlinenses se encontram em casa, em um parque ou em algum lugar na natureza para fazer churrasco (Grill) com a família e os amigos. Em dias muito quentes, as pessoas procuram sair do centro, ir para lagos, margens de rio, muita gente vai para Mar Báltico e outros aproveitam para descansar no jardim, na sombra de alguma árvore.

Berlim tem dois zoológicos: o Tierpark, na parte oriental de Berlim e o Zoologischer Garten, no oeste da cidade.

Muitos eventos, feiras, exposições, shows e estreia de filmes e a vida noturna de Berlim, com seus cafés, bares, clubs e partys, cuidam para que sempre haja algo que se possa fazer. Muitos berlinenses, de todas as idades, costumam sair à noite, nos finais de semana, para encontrar amigos em um café ou barzinho, ir ao cinema e/ou dançar depois em uma das discotecas da cidade.

E para quem prefere passar seu tempo livre em casa, a internet funciona bem, os preços são módicos e mesmo a televisão livre disponibiliza dezenas de canais, alguns deles com programas muito bons. E melhor ainda: pode-se buscar gratuitamente leituras e DVDs interessantes na Biblioteca Municipal (Stadtbibliothek).

Potsdam: Palácio Sanssouci
Potsdam: Palácio Sanssouci

Visite também os arredores de Berlim

Um bom programa para os fins de semanas é fazer um passeio para conhecer a cidade e suas muitas atrações, também nos arredores de Berlim, como visitar Potsdam e o Castelo Sanssouci ou dar uma fugidinha para a ilha de Usedom e o conhecer o Mar Báltico. Muitas rotas são muito boas para conhecer de bicicleta.

6. Gastronomia – para todos os gostos

10 motivos para viver em Berlim - gastronomia

Deu vontade de comer uma pizza em Berlim? Tudo bem, você acha. Ou quer comida vegana? Acha também. Na verdade, acha de tudo: comida alemã, chinesa, japonesa, turca, italiana, tailandesa, vietnamita, árabe, francesa, americana, inda, brasileira… E acha fast food, restaurantes populares, outros mais requintados, uns baratos, outros caros, umas comidas gostosas, outras menos gostosas, mas em Berlim você sempre terá bastante opções.

7. Berlim é muito verde

10 motivos para viver em Berlim - verde

Cerca de um terço da área total de Berlim é composta por florestas, parques, rios, lagos e áreas de lazer. Os mais de 2.500 espaços públicos fazem um contraste verde com a grande metrópole. Muitas ruas de Berlim são arborizadas e sempre há pequenas praças verdes espalhadas por toda a cidade. O parque Tiergarten, o maior de Berlim, no meio da cidade, próximo ao Portão de Brandemburgo, é conhecido como o pulmão da cidade. É um refúgio verde muito procurado também por turistas, que aproveitam um passeio no parque para dar uma descansada da correria de uma cidade grande.

8. A cidade dos cachorros

10 motivos para viver em Berlim - Hund

Em Berlim vive um cachorro para cada 20 pessoas. Os caninos fazem parte do dia-a-dia da cidade e podem ser vistos com seus donos na rua, nos parques, no metrô e literalmente em todo canto. Não é à toa que Berlim é conhecida como a cidade dos cachorros.

9. Transporte público

10 motivos para viver em Berlim - transporte

Uma coisa muito boa em Berlim é o transporte público, que funciona muito bem e que tem uma boa malha, podendo-se chegar relativamente rápido em qualquer canto da cidade. De vez em quando ocorre uma ou outra pane, em horários de pico o metrô e os trens podem estar muito cheios, mas, no geral, o transporte público de Berlim dispensa a necessidade de ter um carro. Normalmente se locomove na cidade muito mais rápido quando se usa o transporte coletivo.

10. Liberdade de ser como você é

Esse é um aspecto muito simpático de Berlim: as pessoas são aceitas como são. Ninguém aqui é maltratado ou olhado de forma estranha por ter cabelos vermelhos, piercing no rosto ou um corpo cheio de tatuagem. Ao contrário de outras cidades alemães e europeias, onde a moda e convenções ditam como as pessoas devem se vestir, em Berlim cada um se veste como quer. E normalmente ninguém é tratado melhor por estar vestido de terno e gravata.