Munique

Quando se pensa em morar na Alemanha, a primeira coisa que vem à cabeça de nós brasileiros é provavelmente aprender o tão difícil Alemão. Mas o que muitos não sabem é que, apesar do quesito negativo idioma, há muitos outros motivos que são mais do que suficientes para alguém considerar viver no país da cerveja e da salsicha.

Morar aqui na Alemanha há quase 3 anos me ensinou que o idioma é apenas uma consequência, e que esse país tem muito mais à oferecer do que muitos sabem. Então quais são as minhas principais razões para achar que vale a pena morar na Alemanha?

1. Qualidade de vida

A Alemanha está em número 14 na lista da OECD entre os países com melhor qualidade de vida no mundo. Entre os quesitos avaliados estão moradia, renda, empregos, comunidade, educação, meio ambiente, engajamento civil, saúde, satisfação, segurança e equilíbrio de trabalho e vida pessoal. Os quesitos em que a Alemanha se destacou mais foram renda e educação.

2. Educação

O nível de educação nas escolas da Alemanha é altíssimo, para se ter uma idéia, praticamente todos aprendem Inglês na escola e muitos estudam até latim. As universidades públicas do país estão entre as melhores do mundo, e sempre oferecendo oportunidades para estrangeiros em diversas áreas.

3. Direitos trabalhistas

Ainda estou para conhecer um país que ofereça tantos direitos ao trabalhador como a Alemanha. Aqui há empresas que dão 6 semanas de férias por ano, as quais podem ser tiradas em qualquer época, contanto que seja acordada com o empregador. Horas extras são remuneradas ou convertidas em folgas. Em caso de doença, não é necessário apresentar um atestado médico até 3 dias, somente após esse tempo é que o documento é obrigatório. A maioria das empresas distribuem bônus no fim do ano e dividem o 13° em duas partes, no meio e no final do ano. Quer mais? Tem!

Castelo Neuschwanstein
Castelo Neuschwanstein

4. Incentivos para se ter filhos

Nas últimas décadas os alemães têm tido menos filhos, o que está reduzindo a população alemã, problema esse que preocupa o governo do país. Por esse motivo, cada casal que tenha um filho alemão recebe uma contribuição monetária até este filho completar 25 anos. Além disso, a licença maternidade pode durar até 1 ano – remunerada – e se for o caso, a mãe pode prolongar esse período, no entanto não será mais remunerado, mas não perderá sua vaga no emprego. Já imaginou se fosse assim no Brasil?

5. Tudo funciona

Dizem que o ser humano se acostuma rápido com coisas boas não é mesmo? Pois saibam que como brasileira demorei para me acostumar que tudo aqui pela Alemanha funciona! E funciona mesmo, nos bancos nunca há filas; se no supermercado houver filas, não demora muito até outro caixa abrir; as faixas de bicicletas e de pedestres são respeitadas; registrar um carro não demora mais que 1 hora e você já sai com ele emplacado; no trânsito há gentileza… e por ai vai. É sem dúvida um exemplo para muitos países, inclusive europeus mesmo, não só para o Brasil.

Foto: Nils Stawitzki
Foto: Nils Stawitzki

6. Alimentação saudável

Não é necessário morar muito tempo aqui na Alemanha para perceber a quantidade de produtos orgânicos encontrados nos supermercados. Do simples mercadinho até o melhor supermercado da cidade, produtos saudáveis sem qualquer adulteração e cultivados por pequenos produtores estão sempre à vista. Esses produtos variam desde frutas e verduras até macarrão, leites e iogurtes, os alemães são bem preocupados com a saúde e com a procedência dos alimentos que consomem.

7. Transporte público

Nesse quesito, a Alemanha está sempre entre os 10 melhores sistemas de transporte público do mundo. Morando aqui, não é difícil perceber isso, a combinação de ônibus, metrô, trens e trams (bondes) é a melhor que já vi até hoje nas minhas andanças pelo mundo. É verdade que não é um dos mais baratos, mas o resultado se vê no dia a dia, observando a pontualidade, a eficiência, a limpeza e a organização.

10 motivos para viver em Berlim - transporte
O transporte público na Alemanha

8. Sistema de Saúde

O sistema de saúde público alemão é tão eficaz que somente uma pequena parte da população opta pelo privado. O seguro de saúde público não só oferece o básico, como também serviços que no Brasil nem o privado cobre, como dentistas, psicólogos, psiquiatras, nutricionistas e muito mais. Os hospitais públicos são extremamente organizados e bem equipados, no Brasil ainda não vi um privado como os públicos daqui. É realmente incrível.

Nota do site: o seguro público só é opcional para quem ganha a partir de um certo valor mensal (aproximadamente 4.500 euros). Todos os demais trabalhadores entram obrigatoriamente no seguro público.

9. Meio Ambiente

A Alemanha é um país que investe muito em energias renováveis, principalmente solar e eólica, e há um certo incentivo do governo para as casas que possuírem tetos solares, onde descontos nos impostos são oferecidos em troca. Por aqui também há uma grande preocupação com reciclagem, das cidades minúsculas do interior até às maiores do país, todos separam o lixo já em casa, para que após sejam encaminhados à seu devido processo de reciclagem. Sem mencionar o respeito que o alemão tem para com a natureza.

Berlim

10. Aberto à outras nacionalidades

Desde que a Alemanha foi reconstruída após a Segunda Guerra Mundial, os alemães têm tentado de várias formas encobrir seu passado sombrio, e uma delas foi se abrir para o mundo. A Alemanha hoje é extremamente receptiva com estrangeiros, tanto que entre os seus mais de 80 milhões de habitantes, 7.6 milhões são estrangeiros (número recorde registrado em 2013, 5.8% à mais que em 2012).

Então sim, a Alemanha é um dos melhores países para se morar no mundo, e devo dizer que há muito mais motivos para morar aqui do que apenas 10! O que vocês acham?

VISITE O BLOG DE ALLANE:

packingsuitcase

Última atualização deste post: 15/08/2017

Curta Alemanha para Brasileiros no Facebook e acompanhe as publicações do site

 
 

Leia também: