O começo oficial do verão na Alemanha está chegando, e com a estação mais quente do ano queremos aproveitar cada momento sob o sol.

Cores e sabores do verão na Alemanha – Por Manuela Marques Tchoe

Manuela Marques Tchoe é executiva de marketing em Munique e blogueira do “Baiana da Baviera¨, um blog de cultura & literatura. Sempre em busca de um olhar diferente sobre os aspectos cotidianos da Alemanha e do mundo.

Depois de seis meses de frio intenso, noites prolongadas, mau humor proliferado nas pessoas, de repente o sol aparece, primeiro de mansinho, até que o calor se pronuncia sem timidez.

Aos poucos, a simpatia das pessoas floresce junto com a primavera, os mais otimistas deixam os casacos pesadões em casa e, mesmo com o tempo nublado, muitos arriscam tomar o primeiro café da estação ao ar livre. O preto, cinza e lilás, cores escuras, dão passagem à ousadia do amarelo ou do rosa choque, de unhas pintadas das cores mais variadas.

Cores e sabores do verão na Alemanha
A melhor época de caminhar pelas montanhas: o verão! (foto: Kreuth, Baviera)

E aí chega o verão na Alemanha…

O verão chega, carregando expectativas de um calor de rachar, de dias longos e ensolarados, de alegria, de burburinho, de renovação. Assim é o ciclo até chegar na estação mais quente; quem vive na Alemanha sabe como esperamos por ele o ano inteiro!

Mesmo com o sol tornando-se mais presente, a verdade é que o tempo continua instável, um dia pode estar fazendo 30 graus e no próximo a temperatura abaixa para 22 graus – e com chuva, ainda por cima.

Nunca se sabe o dia de amanhã, o tempo então, nem se fala!

Acostumados com a indecisão de São Pedro, os alemães fazem de tudo para aproveitar o dia ensolarado; alguns saem mais cedo do trabalho, quem tem flexibilidade faz até reunião no biergarten, depois do expediente se pega as crianças para um mergulho na piscina.

Tudo fica em função do sol, o ator principal dessa novela de aproveitar a vida, carpe diem na veia!

Não tem essa de talvez amanhã, quem sabe outro dia… o negócio é aproveitar ao máximo enquanto o tempo permite.

Verão na Alemanha - Munique
Matando o calor na fonte do Rindermarket, Munique

Vitamina D é essencial!

E isso também significa tomar o tal ar fresco com a maior constância possível: o que puder ser feito ao ar livre, melhor! De festas de aniversário até o brunch de domingo, de cafés da manhã na varanda (mesmo que minúscula) até  churrascos no jardim ou no parque mais perto de casa, absorver vitamina D é essencial.

Quem já não faltou um aniversário feito dentro de casa, ou deu só aquela passadinha por educação, e depois correu para o biergarten mais próximo?

Verão na Alemanha
Programa obrigatório de verão (não só na Baviera): o Biergarten

O contato com a natureza, algo tão valorizado por aqui, também é mais intenso. De um mergulho nos lagos ou rios até uma caminhada montanha acima (e olha que às vezes ainda neva no pico!), da colheita de morangos até passeios de bicicleta por campos verdes, o verão pede movimento e natureza, de preferência com um sorvete ou coquetel bem gelado depois como recompensa.

Overdose de cultura!

Uma das coisas mais maravilhosas do verão na Alemanha – e da Europa – é uma overdose de cultura que pipoca por todos os lados. Músicos de rua, festivais, concertos em praças, cinema ao ar livre, até mesmo feiras medievais em castelos seculares, uma infinidade de coisas para fazer, tanta coisa que fica difícil decidir!

Verão na Alemanha
Festival Medieval em Burghausen, Baviera

Já que o sol é muito valorizado por aqui, é comum que os nativos fiquem debaixo do sol mesmo, enquanto muitos de nós brasileiros, acostumados com a quentura, procuramos uma sombra.

O outro lado da moeda do verão na Alemanha

Entretanto, por mais que seja desejável ter um verão com altas temperaturas, existe também o outro lado da moeda: o despreparo para lidar com o calor.

Principalmente em agosto, vemos que, como todos os anos, o Deutsche Bahn  (a empresa que opera o trem alemão) surpreende-se com o calor e deixa seus passageiros suarem em bicas, assim como a maioria das casas e escritórios não têm ar condicionado.

Ao final do verão, muitos já começam a reclamar de tanta afobação, e existem até casos de pessoas (geralmente idosas ou debilitadas) que morrem, literalmente, de calor.

Aproveitar o verão na Alemanha é valorizar o calor, o sol, a natureza, as cores e sabores de frutas roubadas ainda no pé. É se hidratar com limonadas e Schorle, tomar um Eiscafé (café gelado) de vez em quando, de comprar um ventiladorzinho para dar um alívio quando a quentura estiver insuportável…

No começo de setembro, dizemos Auf Widersehen para o verão e damos boas-vindas para a estação colorida do outono, que também é rica em festivais (vide Oktoberfest) e eventos culturais.

Verão na Alemanha
Pôr do sol no lago Aasee, em Münster

Mas é justamente pelo verão ser tão curto – e imprevisível! – que há uma certa intensidade nessa época, um desejo de aproveitar o máximo possível, porque afinal sabemos que os dias de sol são contados, que não podemos deixar para amanhã o que podemos fazer hoje.

Um bom verão de 2017 para vocês!

 

Visite o blog da autora:

Curta Alemanha para Brasileiros no Facebook e acompanhe as publicações do site

 

Leia também:

Os alemães e sua relação com o consumo – Uma nova forma de olhar as coisas

10 motivos para gostar de Berlim

Quero viajar para a Alemanha como turista. O que preciso saber?

Seu desejo é passar o inverno na Alemanha? Sabe de nada, inocente!

Última atualização deste post: 08/10/2017

Curta Alemanha para Brasileiros no Facebook e acompanhe as publicações do site

 
 

Gostou? Compartilhe! Obrigado 🙂