Tradutor Público Juramentado Alemão ⇔ Português em Berlim

Brasileiros que migram para a Alemanha, seja por causa de trabalho, estudo, casamento ou qualquer outro motivo, muito provavelmente necessitarão, mais cedo ou mais tarde, de traduzir documentos do português e terão que contratar um tradutor juramentado. Veja a seguir alguns pontos que se deveria observar para evitar ter problemas com uma tradução oficial e até gastar dinheiro à toa.

1. Verifique se realmente precisa das traduções

Tradução não é algo barato. Então, não faça “traduções preventivas“ de documentos por achar que talvez um dia irá precisar, mesmo porque pode ocorrer de um documento ser rejeitado mais tarde por causa da data de expedição (que muitas vezes não pode ser anterior a seis meses).

Tem gente que paga para traduzir, por exemplo, um histórico escolar de nível fundamental, o que, em geral, não é exigido por órgão algum.

Portanto, este é o primeiro passo: controle se realmente precisa traduzir os documentos em questão.

2. Informe-se sempre diretamente junto ao órgão competente

Se você está pretendendo se casar, por exemplo, então se informe diretamente junto ao Standesamt (Cartório do Registro Civil) no qual o casamento deverá ser realizado, consultando quais os documentos necessários e o que precisa ser traduzido.

Caso você pretenda estudar em uma universidade, entre em contato com a instituição de ensino para esclarecer. Muitas vezes, documentos escolares são aceitos em português e não precisam ser traduzidos.

O importante é se informar sempre junto ao devido órgão, já que, mesmo havendo regras de validade geral, muitos órgãos têm uma certa independência e podem impor exigências especiais, a depender de cada caso.

Aqui é sempre perigoso confiar (somente) na experiência de outras pessoas ou no que se lê na internet.

3. Traduzir os documentos ainda no Brasil ou deixar para traduzi-los na Alemanha?

A resposta aqui é simples: é melhor traduzir na Alemanha. Veja porque: nenhum órgão alemão é obrigado a aceitar uma tradução feita por um tradutor juramentado no Brasil. Muitos órgãos até que aceitam, mas obrigação eles não têm nenhuma.

Se você traduzir seus documentos no Brasil, você correrá sempre o risco das traduções serem recusadas e você ter que gastar dinheiro duas vezes.

Na dúvida, aqui também vale: consulte o órgão competente! Se você, por exemplo, já tiver em mãos uma tradução feita no Brasil, não faça logo uma nova na Alemanha. Pergunte primeiro ao órgão se ele não aceita sua tradução como está.

4. Antes de contratar um tradutor, esclareça para que necessita dos documentos e se ele é tradutor juramentado

É importante deixar claro que você necessita de um tradutor juramentado. A profissão de tradutor na Alemanha não é protegida, ou seja, qualquer um pode se chamar de tradutor. Mas nem todo tradutor é juramentado e pode fazer traduções autenticadas para apresentação junto a órgãos oficiais. Para evitar eventuais problemas, deixe isso claro desde o início.

Também é importante dizer ao tradutor para que precisa das traduções porque um tradutor profissional experiente sabe o que realmente é necessário ou não. Se faltar alguma coisa ou se você estiver querendo traduzir coisas desnecessárias, ele lhe informará.

5. Quanto custa uma tradução na Alemanha?

Essa pergunta não pode ser respondida de forma simples, pois depende do documento a ser traduzido. Numa tradução oficial, é necessário traduzir tudo (carimbos, averbamentos, etc.). Então, é claro que uma certidão, por exemplo, cheia de carimbos pode custar mais que a mesma certidão com somente um ou dois carimbos. Além disso, na Alemanha, cada tradutor faz seu preço (vide a seguir).

6. Cuidado com o preço!

Traduções na Alemanha não têm preço tabelado. Os preços são orientados normalmente pela tabela dos tribunais, mas cada tradutor determina seu próprio preço, que pode variar muito. Por isso, principalmente quando se pretende traduzir vários documentos, vale a pena dar uma pesquisada e fazer vários orçamentos.

Também é bom esclarecer antes se o preço já incluiu os 19% de imposto e os custos de envio e se há outros custos ou taxas. Um tradutor profissional normalmente já informa tudo isso sem que o cliente precise perguntar, mas, na dúvida, é sempre bom esclarecer isso antes e evitar assim surpresas desagradáveis.

7. Cuidado ao enviar documentos pelo correio

O correio alemão é bastante confiável e as cartas normalmente chegam sem maiores problemas. Mas um extravio sempre é possível! Imagine como seria chato perder aqueles documentos que foram providenciados no Brasil com tanto sacrifício!

Para evitar isso, é melhor gastar um pouco mais e enviar os documentos por carta registrada (Einschreiben), que custa entre 2,30 e 2,50 euros a mais, ou, melhor ainda, com seguro “Wert National”, que custa 4,30 euros a mais, mas garante uma indenização de até 500,00 euros em caso de perda (a indenização para o extravio de carta registrada é de somente 25,00 euros).

Gaste um pouco mais para ter uma maior segurança e exija que o tradutor retorne os documentos da mesma forma.

8. Apostila de Haia

A Apostila da Convenção de Haia é um documento emitido em cartório que serve para a legalização dos atos públicos estrangeiros e permite o reconhecimento mútuo de documentos brasileiros no exterior e de documentos estrangeiros no Brasil. Essa convenção entrou em vigor no Brasil em 2016 e substitui a legalização dos documentos pelo consulado alemão, que antes era necessária.

A apostila é anexada ao verso do documento e atesta sua autenticidade.

Os cartórios autorizados para a emissão da apostila podem ser encontrados aqui 

Apostila de Haia
Imagem: www.demalaedog.com

É necessário traduzir a Apostila de Haia?

O conteúdo da Apostila de Haia é padrão e é apresentado em três idiomas: português, inglês e francês. Mas não em alemão! Por isso, há controvérsia sobre a necessidade de traduzi-la ou não.

Na dúvida, recomendo traduzir, mas penso que um tradutor, que trabalhe profissionalmente, não cobrará (muito) por isso, já que o texto é padrão e só é necessário atualizar alguns dados.

9. Controle bem a tradução depois de recebê-la!

Isso é um ponto muito importante: ao receber a tradução pronta, controle da melhor forma possível se ela está certa!

Um tradutor, por mais profissional que trabalhe, é um ser humano e pode errar. Por isso, verifique, dentro de suas possibilidades, se a tradução está correta. Normalmente, erros em documentos oficiais ocorrem em números, datas e nomes de pessoas, coisas que você pode controlar mesmo se não falar (ainda) alemão.

Bom, era isso. Espero ter ajudado pelo menos um pouco. Em caso de dúvidas ou caso eu tenha esquecido algum aspecto importante, deixe um comentário.

 

Visite a página do autor no Facebook

 

Leia também:

Sou descendente de alemães. Tenho direito à cidadania alemã? Como devo proceder?

Coisas que você não deveria fazer na Alemanha

Os alemães e sua relação com o consumo – Uma nova forma de olhar as coisas

Última atualização deste post: 25/09/2017

Curta Alemanha para Brasileiros no Facebook e acompanhe as publicações do site

 
 

Gostou? Compartilhe! Obrigado 🙂