Muito trabalho, mas pouca mão-de-obra: o aumento constante da falta de pessoal qualificado tem freado o otimismo de muitas empresas. Atualmente, há muita oferta de empregos na Alemanha, o que representa uma excelente oportunidade para brasileiros que gostariam de emigrar e viver e trabalhar em outro país.

As chances de conseguir um emprego andam especialmente altas nas áreas de engenharia, de saúde e de tecnologia da informação.

O mercado de trabalho alemão reconhece a qualificação de profissionais estrangeiro e está de portas abertas para candidatos de outros países.

Economia alemã de vento em popa

A economia alemã inicia o ano em clima de grande otimismo. A previsão de crescimento foi corrigida para cima por todos os institutos de pesquisa e tudo indica que esse clima prevalecerá ainda por muito tempo. O crescimento previsto para 2018 é de 2,5%.

A Alemanha é um pais que exporta mais que importa (ocupa o segundo lugar em exportações, depois da China) e a qualidade dos produtos alemães é estimada em todo o mundo, o que tem causado um aumento dos pedidos do exterior.

O momento econômico que o país passa é excelente, mas o setor teme que a falta de profissionais qualificados venha inibir o crescimento da economia do país, já que muitas empresas já estão hoje trabalhando em seu limite. Algumas empresas nem estão dando conta do alto número de pedidos de seus clientes.

Escassez de mão-de-obra: mais de um milhão de empregos na Alemanha

Um dos principais problemas enfrentados pela economia alemã é a escassez de mão-de-obra qualificada. Decorrente disso, há mais de 1 milhão de vagas, principalmente nas áreas de engenharia,  IT e saúde, que dificilmente poderão ser ocupadas por profissionais da própria Alemanha ou de outros países da União Europeia.

Por esse motivo, a Alemanha busca com urgência profissionais de outros países, inclusive no Brasil, onde já ocorreram vários eventos para divulgar oportunidades e identificar possíveis candidatos a trabalhar na Alemanha. Sim, profissionais brasileiros qualificados são bem-vindos.

Não perca essa oportunidade: o momento é agora!

Se você tem vontade de trabalhar na Alemanha, não perca essa oportunidade, pois nunca esteve tão fácil, já que a procura de profissionais é alta. Se você é um profissional qualificado nas áreas citadas a seguir, suas chances de conseguir um emprego é atualmente bem grande.

Quais as áreas procuradas?

São procurados profissionais das áreas:

Engenheira: Engenharia de Automação, Engenharia Civil, Engenharia Eletrônica, Engenharia Elétrica, entre outros.

Tecnologia da informação (TI): Informática (diversas especialidades), Suporte Técnico (diversas especialidades), Desenvolvimento de software e programação (em geral).

Área técnica: soldadores, encanadores, eletricistas, eletrotécnicos, técnicos em mecatrônica, metalurgia, entre outros (essa é uma das áreas mais procuradas!).

Saúde: médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, farmacêuticos, cuidadores de idosos e outros profissionais da área (exceto psicologia e odontologia).

Outras profissões: matemáticos e economistas

E o idioma? É preciso falar alemão?

Claramente: sim! Isso é para muita gente o principal problema para brasileiros que querem trabalhar na Alemanha. Na área de TI, é possível conseguir um emprego falando bem inglês, o que seria de grande ajuda, mas isso não libera da necessidade de aprender a língua alemã, já que a vida vai além do trabalho e para viver na Alemanha o inglês não basta.

Para as áreas de engenharia e saúde, é exigido conhecimento intermediário do idioma alemão (B1, B2, C1 ou C2; médico pelo menos C1). Para a áreas de TI, basta um conhecimento básico do idioma alemão como um diferencial (A1, A2 ou B2), contanto que se tenha inglês avançado (B1, B2 ou C2). Um soldador ou um metalúrgico basta ter o B1.

Então, o primeiro passo para quem quer trabalhar na Alemanha é aprender o alemão.

Quanto tempo demora até eu começar a trabalhar na Alemanha?

Isso depende de diversos fatores: área profissional, nível de alemão, etc. Segundo a Agência Federal de Emprego alemã, um candidato precisa de um período de preparação de aproximadamente oito meses. O principal motivo da demora, principalmente na área de saúde, é o reconhecimento da formação por repartições alemãs, que é algo que requer muito tempo.

Quais são os passos para quem quer realmente trabalhar na Alemanha?

  1. Aprender o idioma alemão.
  2. Ter, de preferência, alguma experiência profissional. Para quem não tem, a dica é fazer estágios, que é algo muito valorizado na Alemanha.
  3. Preparar bem os documentos de candidatura.
  4. Buscar uma vaga de emprego na Alemanha.
  5. Informar-se sobre como funciona uma entrevista de emprego na Alemanha e ir preparado.
  6. Ter paciência, pois a Alemanha é país muito burocrático e as coisas demoram um pouco.

Quais são os documentos necessários para se candidatar a uma vaga na Alemanha?

Os documentos são muito importantes para uma candidatura de emprego na Alemanha têm um peso maior do que no Brasil. Necessários são os seguintes documentos:

Carta de motivação (Anschreiben), que vem antes do currículo e é o cartão de visita. A carta jamais deve ser padronizada e o candidato deve usá-la para mostrar ser a pessoa certa para a vaga em questão.

Dicas do DAAD para escrever uma boa carta de motivação

Currículo (Lebenslauf) com datas de específicas de início e fim (mês e ano) e sempre da última experiência para a primeira, sem deixar lacunas. Também é necessário ser específico quanto ao nível de conhecimento de idiomas.

Foto (Bewerbungsfoto) profissional, feita em estúdio.

Cartas de referência/de recomendação (Arbeitszeugnisse) de todos os empregadores anteriores, especificando o período de trabalho, as funções exercidas, as atividades principais e incluir uma avaliação por parte do empregador. Isso é muito importante e gera uma certa credibilidade.

– Cópia dos diplomas e certificados de formação escolar/técnica/acadêmica e de outros certificados (por exemplo, de treinamentos) relevantes para a vaga.

Onde posso procurar uma vaga?

– Na Bolsa de empregos da Agência Federal de Emprego alemã.

– Em sites privados, como StepStone, Jobmonster, LinkedIn, Meinestadt, etc.

– Em empresas de grande porte, como Siemens, BMW, Bosch, BASF, etc., as vagas costumam estar nos sites das próprias empresas.

É possível também tentar a sorte e entrar em contato com uma empresa diretamente, mesmo sem ela ter anunciado uma vaga (Initiativbewerbung).

Mais informações

No site Make it in Germany, que é o portal oficial de boas-vindas do Estado alemão, é possível se aconselhar por telefone, e-mail ou chat a respeito das condições gerais de vida e de trabalho na Alemanha.

Estes artigos da Deutsche Welle fornecem mais informações:

“Idioma é primeiro passo para conseguir emprego na Alemanha”

Instituto oferece curso de alemão para profissionais brasileiros

Cinco dicas para o brasileiro que quer trabalhar na Alemanha