Início Alemanha A Noite dos Cristais

A Noite dos Cristais

Num dos países mais cultos do mundo, uma fábrica de gênios na área científica, artística e filosófica , uma violência bárbara e homicida matou judeus, quebrou e furtou lojas e incendiou inúmeras sinagogas, com pessoas roubando, despedaçando e conspurcando símbolos religiosos.

-

- Publicidade -

A Noite dos Cristais (em alemão: die Kristallnacht ou die Novemberpogrome) é o nome que recebeu um ataque organizado pelos nazistas contra os judeus na Alemanha em 9 de novembro de 1938.

Numa demonstração de violência nazista sem igual até então, a Noite dos Cristais marcou o início da perseguição e do aprisionamento em massa de judeus em campos de concentração.

O nome Noite dos Cristais se deve à enorme quantidade de cacos de vidros espalhada nas ruas durante os ataques, resultado de inúmeras janelas e vitrines quebradas.

Por Ilan Brenman

Há exatamente 81 anos (9 de novembro de 1938), na Alemanha nazista, a monstruosidade humana, essa mesma que muitos negam a existência, foi posta em ação no que se chamou a Kristallnacht, a Noite dos Cristais.

Num dos países mais cultos do mundo, uma fábrica de gênios na área científica, artística e filosófica, uma violência bárbara e homicida matou judeus, quebrou e furtou lojas e incendiou inúmeras sinagogas, com pessoas roubando, despedaçando e conspurcando símbolos religiosos. Ser inteligente não é sinal de humanidade, ser inteligente não é sinal de tolerância e solidariedade.

Novemberpogrome
Comércio judeu destruído em Magdeburgo em 1938 – Imagem: Bundesarchiv, Bild 146-1970-083-44 / Friedrich, H. / CC-BY-SA 3.0
- Advertisement -

A burrice emocional, psíquica, aniquila a razão como um sopro de uma vela. A violência insana dessa fatídica noite foi estimulada pelo governo nazista que impediu a polícia e os bombeiros de agir contra essa barbárie, barbárie perpetrada por pessoas comuns, sim pessoas comuns! Como nós mesmos.

Líderes autoritários despertam o que há de pior dentro de cada um, eles sabem dos nossos ressentimentos, medos, invejas… e alimentam essas hienas que moram dentro da gente. Comparem os discursos de Hitler e de Churchill e vocês entenderão como isso funciona, enquanto um só falava de vingança, ódio desmedido o outro falava de resistência, esperança e sacrifício para que “noites dos cristais” nunca mais se repetissem.

Você quer ser livre? Liberte-se primeiro dos seus rancores, ódios, invejas, esses sentimentos são presas fáceis de demagogos, populistas de todos os matizes partidários. Você quer ser livre? Afaste-se daqueles que desejam apagar a sua individualidade.

Espero que a memória desse tenebroso 9 de novembro de 1938 jamais se apague, para que todos possam entender como a civilização sempre está como uma espada de Dâmocles pendurada e a espreita para cair e quebrar tudo aquilo que construímos durante milênios. E não se enganem, o estoque de espadas parece não ter fim.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui