Início Viver na Alemanha Dicas para se entender bem com vizinhos alemães

Dicas para se entender bem com vizinhos alemães

Os seres humanos são diferentes e nem sempre a química da vizinhança é compatível. Sempre há o risco de ter algum desentendimento com quem mora do lado ou perto. E é claro que esse risco aumenta quando há diferenças culturais que, se subestimadas, podem levar a um conflito mais sério. Estas dicas talvez lhe ajudem a ter um melhor relacionamento com seus vizinhos alemães.

-

Se você vive ou pretende viver na Alemanha, observe as dicas a seguir. Elas talvez lhe ajudem a ter um melhor relacionamento com seus vizinhos alemães.

Diz um provérbio alemão:

Não pode o melhor dos homens viver em paz se isso não for do agrado de um mau vizinho.

E isso vale para qualquer lugar! Se tem uma coisa exaustiva é um conflito com algum vizinho. Ter que viver no mesmo prédio, ao lado ou perto de alguém que não bate com você, seja lá por qual motivo, não é nada agradável.

Os seres humanos são diferentes e nem sempre a química da vizinhança é compatível. Sempre pode ocorrer algum desentendimento com quem mora do lado ou perto. E é claro: esse risco aumenta quando há diferenças culturais que, se subestimadas, podem levar a um problema mais sério.

Muitas vezes, a incompatibilidade entre vizinhos pode ser realmente grave e irreparável, mas, em geral, o que está por trás é uma má comunicação e uma incompreensão do outro por não o conhecer bem.

É comum ver postagens de brasileiros que vivem na Alemanha reclamando de problemas com os vizinhos alemães, problemas esses que, em grande parte, nem existiriam se essas pessoas observassem determinados aspectos culturais e de mentalidade do conflito.

Aqui as dicas:

1. Entenda que quem tem que se adaptar culturalmente é quem chega!

Imagine você entrando na casa de alguém e achando que pode lá fazer o que quer e reclamando sobre a forma do dono da casa viver. Faria algum sentido? Não faria! Quem chega no espaço do outro é que tem que se adaptar, não somente respeitando as regras, mas também os costumes do lugar, por mais estranhos (ou mesmo esquisitos) que possam parecer.

E isso vale também para quem muda de país: é quem chega que tem que se adaptar à cultura local e não o contrário.

Portanto, se você pretende viver na Alemanha, procure aceitar a vida na Alemanha como ela é e não achar que a Alemanha irá se adaptar a você, pois isso não vai ocorrer. Os alemães já estavam aqui antes de você chegar e vão continuar aqui se você for embora, eles não vão sorrir mais ou menos só porque você os acha ranzinza e não vão mudar seus hábitos por sua causa.

2. Informe-se sobre as regras do prédio e do local onde vive

Os prédios na Alemanha normalmente têm um regulamento próprio, chamado Hausordnung (“Ordem da casa/do prédio”). Esse regulamento você recebe quando chega no prédio (muitas vezes, faz parte do contrato de locação) ou se encontra fixado próximo à porta de entrada.

Leia essas regras e se esforce para segui-las, pois elas existem exatamente para facilitar a convivência das pessoas e evitar conflitos. Ao contrário, se você não as respeitar, vai ser só uma questão de tempo até surgirem os primeiros problemas com a administração do prédio e, claro, também com vizinhos.

Leis e regras públicas do lugar deveriam igualmente ser conhecidas e respeitadas.

3. Ao chegar na nova moradia, se apresente aos vizinhos alemães

Uma forma muito eficaz de quebrar o gelo e conhecer os novos vizinhos alemães é ir até a casa deles e se apresentar. Isso ajuda muito. Mas nada de presentes, bolos ou qualquer lembrancinha no primeiro contato, pois isso pode ser interpretado como exagero. Se quiser dar alguma coisa ao vizinho, faça isso mais tarde (vide ponto 9).

4. Evite barulhos desnecessários

Uma diferença marcante entre as culturas brasileira e alemã é a forma de lidar com o barulho. Evite falar/telefonar alto desnecessariamente (por exemplo, na escada do prédio ou na varanda), ouvir música excessivamente alta (em qualquer horário) e, se se fizer uma festa, não exagere e avise antes aos vizinhos que irá festejar. Convidar os vizinhos para a festa seria uma forma de prevenir conflitos.

5. Respeite o espaço comum

Uma coisa que pode causar conflitos é ser muito expansivo e achar que pode ocupar também o espaço comum. Colocar objetos na escada do prédio, por exemplo, além de ser proibido por lei por causa da segurança em caso de incêndio (a escada é “caminho de fuga” – Fluchtweg), seus vizinhos muito provavelmente não gostariam de ver sapatos, bicicletas, plantas e bugigangas na frente de seu apartamento. As únicas coisas que são toleradas na escada ou nos corredores do prédio são carrinhos de bebê e sapatos molhados em dias de tempo ruim.

Respeite o espaço comum em todos os sentidos, não jogue lixo no chão, se for fumante, não jogue cigarros pela janela ou da varanda, não estenda roupas do lado de fora de sua moradia (exceto em locais indicados para tal) e mantenha sua “bagunça“ dentro de sua casa.

6. Separe bem o lixo

Separe bem seu lixo, pois esse é um assunto que costuma causar conflitos com vizinhos.

Você já deve ter escutado que os alemães levam a separação do lixo muito a sério. No prédio, há normalmente tonéis para papel, plástico/embalagens, vidro*, lixo comum e lixo orgânico. Separando bem seu lixo, você evita problemas e, de passagem, ainda ajuda a cuidar o meio ambiente e a economizar recursos.

* a depender do lugar onde vive, vidros podem ser jogados fora em tonel no próprio prédio ou em contentores na rua

7. Não se meta em fofocas e em conflitos já existentes

Pode ser que você chegue numa vizinhança onde já existem conflitos. Nesse caso, procure ficar neutro e não dê ouvidos a fofocas e intrigas. Não permita que conflitos alheios passem para você.

8. Procure o diálogo e tente esclarecer o conflito

Aconteceu um conflito sério, que não dá para ser ignorado? Nesse caso, sempre que possível, busque o diálogo e tente esclarecer o ocorrido. É bem provável que a causa seja um mal-entendido e nada melhor que uma boa conversa para resolver algo assim.

9. Convide seus vizinhos alemães e/ou aceite um convite para visitá-los

Um pouco mais tarde, com calma, convide seus vizinhos para jantar ou tomar uma cerveja ou um café. Isso ajuda a se conhecer melhor e evitar desentendimentos. E aceite o convite de vizinhos alemães e, dessa vez, ao contrário do primeiro contato, quando você se apresentou, não vá de mãos vazias. Leve alguma coisa adequada para a ocasião: bolo se for para tomar café à tarde ou uma sobremesa, uma salada ou um vinho se for convidado para uma refeição, por exemplo.

10. Cuidado com aproximações precipitadas

Seja aberto para contatos, mas mantenha, no início, uma certa distância formal. Visite seus vizinhos, por exemplo, mas os chame de “SIE” e não de “DU” e não saia logo contando toda sua vida, pois você (ainda) não sabe com quem está lidando. Como em qualquer canto, também aqui há vizinhos difíceis e você se arrependerá rapidamente se se precipitar e se aproximar muito rapidamente de gente assim.

Ser mais reservado, inclusive, é até mais condizente com a cultura dos alemães, que preferem que a aproximação ocorra aos poucos.

11. Seja gentil

Isso também vale em qualquer lugar: gentileza gera gentileza!

Tanto faz quem são seus novos vizinhos, mesmo que não simpatize com eles: cumprimente-os ao encontrá-los. Não há nada mais feio que vizinhos mal-educados que passam por outras pessoas sem cumprimentá-las 😉

Comente via Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Comente via Facebook

Comente via Facebook